CANAL MEMÓRIA DA TV (escolha uma atração para assistir)

CONTROLE REMOTO (especial) - TÚNEL DO TEMPO

quinta-feira, 1 de fevereiro de 2007

SAUDOSAS TRAQUINAGENS


Saudosas traquinagensDuas décadas depois, o ator Romeu Evaristo, hoje no elenco do humorístico Zorra Total, ainda é lembrado pelo público como o Saci da primeira versão do Sítio do Picapau Amarelo.


A indefectível risada é a mesma que virou símbolo do Saci na primeira versão televisiva do Sítio do Picapau Amarelo. Mas a carapuça vermelha e o cachimbo deram lugar a fios brancos que insistem em invadir o cabelo e o cavanhaque de Romeu Evaristo. Aos 45 anos, o ator lembra com carinho do Saci Pererê, personagem que o deixou em evidência na tevê, e deixa transparecer as saudades das travessuras do ‘‘coisa ruim.’’ ‘‘Gostava quando ele amarrava a Cuca e quando amarrava o rabo dos cavalos do Sítio’’, recorda o ator, atualmente no humorístico Zorra Total. Romeu virou Saci aos 17 anos. O ano era 1975 e ele trabalhava como ator em João da Silva, novela educacional da TV Educativa do Rio, onde era editado o Sítio. ‘‘Era louco para trabalhar no programa’’, garante. A chance veio quando chegou o tempo de gravar o episódio A Cuca Vai Pegar, onde pela primeira vez apareceria o Saci. Convocaram Genival dos Santos, rapaz de uma perna só que não era ator e não conseguiu decorar o texto. Os diretores Geraldo Casé e Paulo Grizolli, então, lembraram do menino franzino com jeito de moleque que fazia João da Silva. Genival acabou se tornando dublê do Saci, mesma função que exerce na nova versão do Sítio. Ironicamente, o fato de ter as duas pernas foi um agente complicador para Romeu no início. Como não podia aparecer da cintura para baixo, o ator ficava sentado num banquinho para dialogar com as crianças. ‘‘Mas depois elas cresceram mais do que eu. Passei a ficar em pé com o joelho apoiado no banco’’, lembra. Outro artifício utilizado por Romeu era com o cachimbo. Como não gostava de fumar, a produção colocava gelo seco para simular uma fumaça. ‘‘Tentei até pitar, mas ficava com dor de cabeça’’, alega. Curiosamente, Romeu não fez muitas novelas depois do Sítio. Atuou em Sinhá Moça, Hipertensão, Quatro por Quatro, Araponga e Xica da Silva. No cinema, atuou em Jubiabá, Rio Babilônia, Navalha na Carne, Carlota Joaquina e Copacabana, entre outros. Além do filme francês Salutte Champion e o austríaca Eclipse, que deve filmar em 2002.
...


Fernando Miragaya - TV Press


Correio Braziliense

Nenhum comentário: