CANAL MEMÓRIA DA TV (escolha uma atração para assistir)

CONTROLE REMOTO (especial) - TÚNEL DO TEMPO

sexta-feira, 2 de março de 2007





Novela de Cassiano Gabus Mendes
....
Rede Globo - 1977













.
.
.
.
As "locomotivas" Ilka Soares, Teresinha Sodré, Lucélia Santos, Aracy Balabanian, Eva Todor, Elizângela, Thaís de Andrade, Maria Cristina Nunes e as meninas Myrian Fischer e Gisele Rocha.
...



Um grande sucesso contado a partir de um fiapo de história.
.
por Guilherme Staush

...
.
A ABERTURA DA NOVELA
...
A abertura da novela é antológica. Uma das melhores de todos os tempos.
Ao ritmo de "Maria Fumaça", da banda Black Rio, uma modelo é maquiada por dois cabeleireiros em velocidade acelerada, acompanhando o ritmo de uma maria-fumaça. Ao final, a modelo levanta-se e corre em direção a câmera, dando um soco com uma luva de boxe vermelha. Inesquecível!







.
.
.
.
.
.
.
.
.
A NOVELA



Locomotivas foi um grande sucesso de Cassiano Gabus Mendes. Apesar de a novela ter tido uma história fraca e mal-costurada, o charme do elenco e a produção caprichada sustentaram a trama até o fim. As cores, uma novidade nas novelas das 7 ("Locomotivas" foi a primeira novela totalmente em cores do horário) eram o maior atrativo nos figurinos do final dos anos 70. As cores quentes predominavam, principalmente o vermelho, o amarelo e o laranja. As calças jeans em tom colorido estavam "na crista da onda".

O pilar que sustentava a novela era composto pelo trio de personagens principais: Milena (Aracy Balabanian) que mantinha um segredo sobre a maternidade de Fernada (Lucélia Santos), uma das filhas adotadas por sua mãe, Kiki Blanche (Eva Todor), mas que na verdade era filha da própria Milena. As duas eram apaixonadas pelo mesmo homem, Fábio (Walmor Chagas). Só então no último capítulo, o próprio Fábio revela à Fernanda que Milena é sua mãe. A moça, num gesto nobre, deixa o caminho livre para a mãe e dá o namorado de mão beijada para ela. Assim todos os conflitos se acabam e todos vivem felizes para sempre.

O salão de beleza de Kiki Blanche (Eva Todor) era o núcleo mais divertido da novela. Era lá que todas as tramas da novela eram entrelaçadas e onde a fofoca sobre as personagens da novela rolava solta. Lá trabalhava a manicure Gracinha (Maria Cristina Nunes), filha de Vitor (Isaac Bardavid), um homem grosseiro e dono de um boteco bem vagabundo. Casado com Joana (Eloisa Mafalda), ele vê sua vida tranasformada após a chegada de um parente distante da mulher, o português Machadinho (Tony Corrêa), que acaba transformando o boteco que está jogado às traças em um bem frequentado barzinho noturno, o "Tio Joana", com direito a um jukebox e tudo mais!

Netinho (Denis Carvalho) é um rapaz solteiro de 30 anos, que se envolve ao mesmo tempo com duas mulheres: Patrícia (Elizângela), a moça de família rica que ele salva de um afogamento na praia, e Renata (Thaís de Andrade), outra filha adotada por Kiki, uma moça ciumenta e insegura. Mas é Celeste (Ilka Soares), uma mulher mais madura e vizinha de Netinho, quem rouba o coração do rapaz, para desgosto de sua mãe, Dona Margarida (a impagável Mirian Pires), a mãe super-protetora que se comporta como um verdadeiro general, fiscalizando a vida do filho.



Um momento de destaque na novela foi quando as atrizes Elizângela, Aracy Balabanian, Thaís de Andrade e Lucélia Santos, todas caracterizadas de vedete apresentam um número do teatro de revista para a aniversariante Kiki Blanche, cantando: "Apaga a velinha dela, Kiki!...Apaga a velinha dela, Kiki!"
.
.



.
.
.
.
.

O FINAL DA NOVELA
...

Durante uma discussão, Fábio (Walmor Chagas) acaba revelando à Fernanda que Milena (Aracy Balabanian) é sua mãe. Assim foi encerrado o penúltimo capítulo da novela.
No capítulo final, o primeiro bloco é encerrado quando Fernanda chega em casa para "acertar as contas" com a verdadeira mãe.
.......

No bloco seguinte, Fernanda entra no quarto e conversa com Milena.
Aracy Balabanian conta no "Vídeo Show" (2004) como foi fazer a cena final da novela.
.......



Fernanda deixa o caminho livre para Fábio e Milena, e termina nos braços do português Machadinho (Tony Corrêa); Gracinha (Maria Cristina Nunes), após inúmeras intrigas feitas por sua "amiga" Lurdinha (Teresa Sodré), acaba perdendo o português por não confiar no rapaz, um sujeito honesto e de bom caráter. Gracinha acaba se acertando com Paulo (João Carlos Barroso), outro filho adotivo de Kiki.
....
.....
Patrícia (Elizângela) depois de passar a novela inteira tentando fazer os pais aceitarem seu namoro com Paulo (o pai era contra porque teve um caso com a vedete Kiki no passado), finalmente consegue fazer com que seus pais aceitem seu namoro com o rapaz, mas Patrícia resolve não se casar com ele no último momento. Na verdade, a moça gostava mesmo era de Netinho (Denis Carvalho). Após o cancelamento do casamento, ela conhece Marco Aurélio, um amigo milionário da família com quem os pais sempre quiseram ver a moça casada. Todas as vezes que Marco Aurélio visitava a família, Patrícia nunca teve a oportunidade de encontrá-lo. Ela achava que o tal amigo da família era um sujeito mais velho, gordo, feio e careca. Durante toda a novela somente o cachimbo que o personagem usava era mostrado nas cenas, dando um ar de suspense (quem ou como seria o tal Marco Aurélio?). Para espanto de Patrícia, ele era um príncipe encantado, charmoso, gentil e educado (interpretado por Pedro Aguinaga, um dos modelos mais cobiçados da década de 70). Os dois trocaram olhares e repetiram a frase: "Foi sempre difícil encontrar você"..."É, é muito difícil falar com você"... e para felicidade dos pais, os dois terminam juntos.
.



Renata (Thaís de Andrade) perde Netinho para Celeste (Ilka Sares), que acaba sendo aceita por Margarida, a mãe autoritária do rapaz. Acaba sobrando para Cássio (Roberto Pirilo), o melhor amigo de Netinho, que sempre foi apaixonado por Renata. Os dois terminam juntos, ao som da música "Conversation", do brasileiro Morris Albert.
...
...
Milena (Aracy Balabanian) termina nos braços do amor de sua vida, Fábio (Walmor Chagas) ao som de "Sorrow", do também brasileiro Michael Sullivan.
....
...E todos vivem felizes para sempre até que a morte um dia os separem.

..
F I M
.
.

10 comentários:

virginia disse...

Adorei esta novela. Pena que não pude acompanha- por completo; pois na época não tinha aparelho televisor; assistia no vizinho quando podia. Por estas e outras é que gostaria que reprisasse mais uma vez; isto é se for possível. sem mais, obrigado.

JOSE disse...

Gui

Seus comentarios sao perfeitos!!

Assisti essa novela em 86...Demais

Débora disse...

ESSA NOVELA FOI MARAVILHOSA.TUDO BEM QUE NÃO FOI UMA HISTÓRIA DE GRANDES PROPORÇÕES,MAS ERA MUITO BOA,EU ME SENTIA DENTRO DO SALÃO DA KIKI.SAUDADES TB DA TRILHA SONORA.

Eduardo disse...

oi
eu queria uma foto do percy ayres

Eduardo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Eduardo disse...

oi me chamo dudu

mag disse...

Acho que a globo deveria passar esse tipo de novela no horário do vale a pena ver de novo, é para realmente matar a saudade de todos .
Deveria também repetir novelas como Senhora, a Moreninha, Dona Chepa , etc...
Aqui em casa ficaríamos muito felizes

Rafeiro disse...

Nossa Senhora das Novelas!
Muito interessante esta página!!!
Sobre tal novela, foi bem marcante...e as fotos, informações sobre esta estão bem boas tb!
Concordo com o comentário acima, de uma pessoa chamada 'Mag': deveríam reprisar as(mais)antigas; que eram ótimas...as de hoje; prefiro não comentar! (rsrs!)
Ah, basta acessar o site do YOUTUBE (www.youtube.com) e digitar 'aberturas de novelas brasileiras'; dá para se ver várias destas, uma nostalgia pura (mara!)...

mari disse...

Nossa, seu blog eh uma maravilha! Vc conhece alguem que tenha essa novela inteira, para postar em blog ou portal de videos? Tenho certeza que muitos noveleiros ficariam super felizes.

Maria Paula disse...

A Miriam Ficher (é sem Y no Miriam e sem S no Ficher ^^) hj em dia é dubladora famosa! Adoro ela! Ah, arruma o nome dela aí! ^^

Kisu!