CANAL MEMÓRIA DA TV (escolha uma atração para assistir)

CONTROLE REMOTO (especial) - TÚNEL DO TEMPO

sexta-feira, 27 de abril de 2007


A HISTÓRIA DA REDE TUPI
.
O começo de tudo...


.
.
.
O Início - Década de 1950

Dezoito horas do dia 18 de setembro de 1950. Com duas horas de atraso entrava no ar a PRF-3 TV, Canal 3 São Paulo, Brasil. Depois de, simplesmente, "recitar" o prefixo de todas as emissoras de rádio dos Diários Associados que transmitiam em cadeia o acontecimento, Yara Lins iniciava as transmissões da televisão no Brasil. Estava no ar o "TV na Taba", primeiro programa veiculado pela Tupi. A torre da Tupi ficava no alto do edíficio do Banco do Estado (atual Banespa) e os estúdios no Sumaré, na Rua 7 de Abril, na "Cidade do Rádio".
Muitos mitos rondam a inauguração da TV. Um deles dá conta de que, pouco antes de colocar a emissora no ar, Chateaubriand teria quebrado uma garrafa de champanha numa das duas câmeras RCA, o que fez com a televisão do Brasil entrasse no ar com apenas 50% da capacidade, ou seja, com apenas uma câmera. É claro, um rapazinho de 23 anos na época, que assumia a direção artística da emissora, o saudoso veterano Cassiano Gabus Mendes sempre fez questão de desmentir a história: "o doutor Assis era um homem esclarecido, nunca faria isso com o equipamento, não passa de boato do Lima", referindo-se a Lima Duarte, a quem Cassiano atribuía o dom do humor nesses casos.
A programação inicial ia das 18 às 23 horas e era encerrada com o telejornal "Imagens do Dia", onde eram veiculadas imagens feitas em filme e as notícias narradas pelo apresentador. Os primeiros anúncios também eram feitos ao vivo, então já dá pra imaginar a quantidade de erros a que estavam sujeitos. Os primeiros anunciantes foram: Sul América Seguros, Laminação Pignatari e Moinho Santista.
Foi nesse clima de improviso que a TV brasileira nasceu do rádio, ao contrário da norte-americana, que veio do cinema. Mas logo foi tomando forma e nascendo célebres programas, como "TV de Vanguarda", o noticioso "Repórter Esso (1952-1970)" que tinha uma edição em cada emissora associada, por não haver ainda uma rede de tv com programação vertical e o precursor do "Show do Milhão", apresentado por J. Silvestre, "O Céu é o Limite".
A primeira telenovela levada ao ar pela Tupi, que, aliás, inventou esse tipo de programa, foi "Tua Vida me Pertence", drama estrelado por Walter Forster e Vida Alves, casal que inaugurou o beijo na telinha: um avanço! A novela era apresentada ao vivo, pois não havia vídeoteipe e sempre em capítulos semanais, devido à complexidade do projeto e da incipiente estrutura televisiva, ainda em formação, flagrante da época. O ano era 1951 e São Paulo contava com cerca de 1000 televisores, boa parte importada pelo próprio Chateaubriand quando do início da TV.
Ainda na década de 50, a Tupi foi responsável pela primeira transmissão externa de uma cidade a outra, com um jogo de futebol ao vivo, da Vila Belmiro, em Santos, cidade do Litoral Paulista, distante 70 km da Capital, onde estava a sede da emissora. Para isso, os engenheiros da emissora montaram um "link" na Serra do Mar, que retransmitia o sinal para São Paulo.
Primeira câmera RCA, operada pelo primeiro camera-man da América Latina, Walter Tasca.
Se na primeira década a pioneira foi líder absoluta, a década de 1960 trouxe o aprimoramento da concorrência, o que exigia mais dos profissionais de cada canal. A primeira mudança na Tupi foi a troca do sinal, de 3 para 4; o motivo: os próprios Associados fundaram a TV Cultura no canal 2, causando interferência nas duas Associadas. A mudança resolveu o problema porque os canais 4 e 5 (TV Paulista, depois TV Globo) possuem um intervalo de onda maior e não se juntam.
.
.
Texto extraído na íntegra do site REDE TUPI

Nenhum comentário: