CANAL MEMÓRIA DA TV (escolha uma atração para assistir)

CONTROLE REMOTO (especial) - TÚNEL DO TEMPO

quarta-feira, 25 de julho de 2007

TRILHAS




MANDALA - INTERNACIONAL (1988)

.

Uma trilha que abre com "A Matter of Feeling", de Duran Duran, e fecha com o sax de Kenny G. na belíssima "Songbird", não poderia mesmo ser ruim. Felizmente o recheio da trilha sonora internacional da novela "Mandala" é tão interessante quanto a primeira e a última música do disco, que é repleto de baladas pop românticas, típicas dos anos 80, como "With or Without You", do U2; "Never Say Goodbye", de Bon Jovi: I`ve Been in Love Before, do Cutting Crew, e a própria "A Matter of Feeling", já citada.
.
Estão ainda presentes na trilha o sucesso "Luka", de Suzanne Vega; a romântica "Didn`t We Almost Have it All", de Whitney Houston, que embalou os momentos de solidão da "deusa" Jocasta, personagem de Vera Fischer; a ótima "Sugar Free", do grupo australiano Wa Wa Nee; o reggae mamão-com-açúcar "Let the Sun Shine in Your Heart", da banda Wind, e ainda, a balada over-romântica, de cortar os pulsos, "Nothing's Gonna Change My Love For You", do havaiano Glenn Medeiros.
.
Sérgio Motta fez uma excelente seleção de repertório para esta trilha sonora, cuja única falha são algumas edições mal feitas. É claro que um lado de um LP dificilmente acomoda sete músicas na íntegra, mas a edição das faixas "Didn't We Almost Have it All", e principalmente do mega-sucesso "With or Without You" merecia uma atenção especial. Esta última foi comprimida em três minutos e vinte e quatro segundos, dos originais quatro minutos e quarenta segundos de música, com o sempre decepcionante recurso fade out*.
;
Um outro destaque: a atriz Lúcia Veríssimo ilustra a capa do disco com uma belíssima foto, contrastando com as ótimas cores utlizadas pela coordenação gráfica.
.
Guilherme Staush
.
.
*fade out - recurso utilizado para finalizar uma música (antes do tempo) na qual o som vai diminuindo até que a música termine.
.

Um comentário:

introspective disse...

Essa é a melhor trilha internacional de todos os tempos!

Quanto ao fade out, não tem jeito: a Som Livre sempre cortava tudo. Teria sido muito melhor se a Som Livre colocasse apenas 6 músicas (inteiras) por lado, ao invés de 7. Ela poderia ter deixado de lado aquelas músicas de artistas e gravadoras de fundo de quintal (FIF, CID, RGE, SIGEM) que ela usava para encher lingüiça (provavelmente pq sairia mais caro comprar os direitos de faixas de artistas de primeira linha).