CANAL MEMÓRIA DA TV (escolha uma atração para assistir)

CONTROLE REMOTO (especial) - TÚNEL DO TEMPO

terça-feira, 12 de fevereiro de 2008

1991
.
TOPA TUDO POR DINHEIRO


PÚBLICO FAZ TUDO POR DINHEIRO E DÁ AUDIÊNCIA AO SBT
Texto escrito por Roberto Comodo e publicado pelo Jornal do Brasil (06/10/91)
.
.
Um sorridente Sílvio Santos pergunta candidamente "quem quer dinheiro?", enquanto joga notas de Cr$ 1 mil e Cr$ 5 mil para uma ávida platéia em frenesi. Câmeras ocultas registram na rua situações exóticas, criadas sempre com a ajuda de atores. Num outro quadro, um ator inventa uma história absurda, oferecendo dinheiro para cortar, molhar ou estragar a roupa ou o cabelo de alguém. Estas são algumas das cenas insólitas de Topa tudo por dinheiro, um sucesso dentro do Programa Sílvio Santos, todos os domingos, no SBT, das 20h às 22h, com uma média de 37 pontos de audiência em São Paulo, contra 30 do consagrado Fantástico da Rede Globo.
.
Com o nome de Tudo por dinheiro, tradução literal de um programa americano extinto em 1983, este encarte da atração dominical de Sílvio Santos foi ao ar durante três anos, de 1986 a 1989, como um quadro de uma hora de duração. Em abril deste ano, numa segunda fase, o Topa tudo par dinheiro voltou reformulado, com novas brincadeiras no palco e no auditório e maior aproveitamento da câmera indiscreta.
.
Um dos pratos de resistência do Programa Sílvio Santos na disputa de audiência com o Fantástico, da Globo, o novo Topa tudo aumentou o número de jogos e brincadeiras com dinheiro, atraindo o público com prêmios que vão de Cr$ 10 mil a Cr$ 500 mil. Na inflação de jogos, há de tudo no palco, até uma roleta russa, feita com um revólver de verdade e balas de festim.
.
As cenas de câmera indiscreta, gravadas com um mês de antecedência, são copiadas de programas semelhantes das TVs americana, japonesa e israelense e depois adaptadas pela equipe do SBT, conta Hélio Chiari, 35 anos, diretor do Topa tudo por dinheiro. A exótica situação improvisada por atores e flagrada pela câmera oculta pode acontecer na rua, num restaurante, numa barbearia ou, como uma das últimas levadas ao ar, numa clínica veterinária, onde um ator, fingindo ter sido mordido por um cachorro, espera atendido. Quando a enfermeira vai avisar o médico, ele começa a uivar e babar como um cachorro louco. Está criada uma situação de confusão e perplexidade, registrada pela câmera e que tem levado o público a ataques de gargalhada.
.
Fonte: TV Pesquisa (PUC-Rio)
.
.
VÍDEO

Pegadinha do "Topa Tudo por Dinheiro"
Ator finge que está tomando um choque...



.
Vídeo: Júlio Fantasma
.
.

Nenhum comentário: