CANAL MEMÓRIA DA TV (escolha uma atração para assistir)

CONTROLE REMOTO (especial) - TÚNEL DO TEMPO

sexta-feira, 11 de abril de 2008

POR ONDE ANDA
CARLA CAMURATTI?
.
O jeitinho tímido e o carisma da atriz Carla Camuratti chamaram definitivamente a atenção do público assim que a atriz estreou na novela "Brilhante" (1981).

Logo vieram vários outros trabalhos na TV: "Sol de Verão" (1982), "Champagne" (1983), "Livre Para Voar" (1984) e "Fera Radical" (1988), entre outros.

No início dos anos 90, a atriz resolveu dar um grande passo em sua carreira. Deixou a televisão e passou a se dedicar ao cinema. Depois de ter atuado em vários longas no início de sua carreira, ainda nos anos 80 dirigiu seu primeiro filme, o curta "A Mulher Fatal Encontra o Homem Ideal" (1987) . Mas foi em 1995 que a diretora presenteou os brasileiros com o filme "Carlota Joaquina - Princesa do Brazil", seu primeiro longa. O filme foi lançado numa época difícil, quando a cultura do país havia sido tão prejudicada pelo governo Collor e o cinema ainda sofria as terríveis conseqüências deixadas por aquele governo. Com isso, "Carlota Joaquina" foi um dos filmes responsáveis pela retomada do cinema brasileiro. A partir daí, a diretora não parou mais e fez outros filmes: "La Serva Padrona", "Copacabana" e "Irma Vap - o Retorno".

Em algumas de suas entrevistas a atriz deixou claro que suas personagens na TV eram sempre mulheres fracas, com pouca iniciativa, e a atriz achava estranho que o público sempre lembrasse de Bebel, sua personagem na novela "Livre para Voar", que era uma mulher frágil, insegura, que não sabia o que queria, mas que ainda assim, teve uma grande identificação com o público.

Atualmente Carla segue fazendo cinema e ainda acumula a função de presidente do Teatro Municipal do Rio de Janeiro.

.
VÍDEO
Carla Camuratti conta sobre sua nova atividade e revela um detalhe curioso de sua infância.
Trecho do programa "Almanaque" (2008 - Globo News)

.

Nenhum comentário: