CANAL MEMÓRIA DA TV (escolha uma atração para assistir)

CONTROLE REMOTO (especial) - TÚNEL DO TEMPO

quarta-feira, 4 de março de 2009

WALTER FORSTER E VIDA ALVES

Dois grandes artistas, duas grandes histórias
.
.
Fonte: Revista ABERT/1991
por: Marilu Amaral
.
.
Vida Alves e Walter Forster formaram, sem a menor sombra de dúvida , o primeiro par romântico das novelas televisivas, no Brasil. Aquele inocente beijo, o primeiro da "telinha", ficaria para sempre na história de nossa televisão.

Ele foi inocente e muito rápido, mas causou mais alvoroço do que qualquer cena "picante" das novelas atuais. Vida e Forster foram pioneiros em vários momentos da TV brasileira. Não foi apenas aquele beijo que marcou a vida de dois grandes artistas, foi muito mais. E eles vão contar um pouco desta história que inclui, inclusive, as, tão na moda, novelas mexicanas.

A primeira novela a entrar no ar, na recém inaugurada TV Tupi, foi "Sua Vida me Pertence", escrita e dirigida por Walter Forster, que ainda fazia o par romântico com Vida Alves. As novelas, nesta época, já faziam sucesso nas rádios brasileiras, juntamente com outros famosos programas.

Mas o interessante é que as novelas eram, na sua maioria, adaptações de textos cubanos e mexicanos. Portanto, os mexicanos já invadiram nossa praia, em outros tempos, e sempre deram bons resultados aos índices de audiência. Antigos remédios, bons resultados.


R.A. - Como foi o famoso beijo?

Walter Forster - A novela chamava-se "Sua Vida me Pertence", eu fazia o par romântico com a Vida e chegou a hora do beijo. Conversei com ela, na época recém casada, e ela aceitou sem problemas. O difícil foi convencer os outros. Eu defendia que o beijo seria um ato de amor e não uma facada ou uma morte. Levou quase uma semana e o beijo saiu.

R.A. - Como foi depois do beijo?

Vida Alves - O beijo foi muito inocente e bem rápido, de nossa parte não houve nenhum problema. Meu marido era europeu e lá os trabalhos artísticos eram mais adiantados e ele não fez nenhuma objeção. Mas a imprensa fez o maior estardalhaço. Então a coisa passou pela importância do fato. Mesmo pudico o beijo foi uma ousadia e passou para a história como um marco.

R.A. - E depois. A novela ganhou um maior espaço na TV?

Walter Forster - A novela na televisão só ganhou uma versão diária depois de algum tempo na TV Excelsior, com o par Tarcísio e Glória e a grande mudança ocorreu com o video-tape.

Vida Alves - Mas é importante não deixar de ressaltar que os Teatros de Vanguarda e de Comédia eram muito importantes, mais que as novelas. As pessoas ficavam em casa no domingo a noite, como ficam hoje para ver o Fantástico, para assistir os grandes teatros que encenávamos ao vivo. Realmente eles foram um grande marco na TV brasileira.


TV Pesquisa (PUC)
.
.

Nenhum comentário: