CANAL MEMÓRIA DA TV (escolha uma atração para assistir)

CONTROLE REMOTO (especial) - TÚNEL DO TEMPO

terça-feira, 22 de setembro de 2009

Morre, aos 75 anos, a atriz Dirce Migliaccio.


RIO - A atriz Dirce Migliaccio, que completaria 76 anos em 30 de setembro, morreu na manhã desta terça-feira no Rio de Janeiro. Apresentando pneumonia grave e infecção urinária, Dirce estava internada em hospitais do Município desde o dia 8 de setembro. Ela foi a mais famosa boneca Emília do programa "O Sítio do Picapau Amarelo" e viveu uma das irmãs Cajazeiras em "O bem amado", além de atuar na clássica peça "Eles não usam black tie" e no filme "O assalto ao trem pagador".
.
Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, a atriz foi transferida do Hospital Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, para o Hospital Álvaro Ramos, na Taquara, no último dia 18. Lá, os médicos conseguiram reverter o quadro de pneumonia, mas a saúde da atriz estava muito debilitada e ela faleceu às 9h em função das complicações da doença.
.
A atriz estava vivendo no retiro dos Artistas e recebia constantes visitas e ajuda de seu irmão, o ator Flávio Migliaccio. Alguns atores, como Emiliano Queirós, seu companheiro de elenco dos tempos de "O bem amado", também visitavam a atriz.
.
Dirce viveu a Emília na primeira versão de "O Sítio do Picapau Amarelo" da TV Globo, em 1977. Foi o elenco mais famoso do programa dirigido por Geraldo Casé, que tinha ainda Zilka Salaberry (Dona Benta), André Valli (Visconde de Sabugosa), e Rosana Garcia (Narizinho). Antes de Dirce Migliaccio, a atriz Lúcia Lambertini interpretou a Emília da série original exibida na TV Tupi, e depois na TV Cultura e na Band.
.
Nascida em São Paulo, em 30 de setembro de 1933, a atriz Dirce Migliaccio estreou no teatro em 1958, com a peça "Eles não usam black tie". Ela havia se formado na Escola de Arte Dramática de São Paulo ao lado do irmão Flávio. Logo depois chegou às telas dos cinemas com um grande sucesso: "O assalto ao trem pagador", de 1962. Também participou de "Pluft, o fantasminha" (1965), personagem que voltou a interpretar anos mais tarde em um especial da TV Cultura SP; "Tio Maneco, o caçador de fantasmas" (1975), filme em que atuou ao lado do irmão; "Baixo Gávea" (1986), "Simão, o fantasma trapalhão" (1998) e "Bufo e Spallanzani" (2001).
.
Na TV atuou, além de "O bem-amado", em "Marrom glacê", "A gata comeu", "Quem é você?"; e fez participações em "A comédia da vida privada", "Sai de baixo", "Você decide" e "Brava gente". No teatro, atuou em peças como "Vestido de noiva", "As tias de Mauro Rasi", "Os ratos do ano 2030", entre outras. Em 2007, apareceu nas telas do cinema no filme "Xuxa em Sonho de Menina".
.
.
Fonte: O Globo
.
.

Nenhum comentário: