CANAL MEMÓRIA DA TV (escolha uma atração para assistir)

CONTROLE REMOTO (especial) - TÚNEL DO TEMPO

sábado, 30 de outubro de 2010









VELHAS CANÇÕES PARA NOVAS ABERTURAS
As músicas dos temas das aberturas de novela das últimas décadas.

por Guilherme Staush


A crise na indústria fonográfica nas últimas décadas tem refletido bastante na qualidade das trilhas sonoras de novelas lançadas nos últimos anos, e tem trazido como principais consequências: a repetição de músicas em trilhas sonoras dentro de um curto espaço de tempo entre as novelas, a regravação de músicas antigas por cantores da atualidade, e até mesmo a utilização de fonogramas originais antigos como temas das novelas atuais.

Antigamente, as músicas inseridas nas novelas serviam não só para dar o tom à cena e
identificar os personagens da trama, mas bem mais do que isso, as canções se confundiam com os próprios personagens da novela. É praticamente impossível ouvir “O Amor e o Poder”, interpretada por Rosana, sem lembrar de Jocasta, personagem de Vera Fischer na novela “Mandala” (1987), ou então, escutar “Coração do Agreste” na voz de Fafá de Belém e não lembrar de Tieta (Betty Faria) caminhando nas dunas de Santana do Agreste. Era possível até mesmo identificarmos a época em que uma novela tinha ido ao ar através das músicas que compunham sua trilha sonora. Hoje, as canções são reutilizadas nas novelas sem nenhum critério de época ou de importância da canção na história da teledramaturgia. A mesma gravação de uma determinada música é utilizada em duas ou três novelas diferentes dentro de um curto espaço de tempo entre elas, fazendo com que a canção que ficou marcada com um determinado personagem passe a identificar um outro, tirando o brilho e a importância que um registro musical tem dentro de um contexto da teledramaturgia, fazendo com que o telespectador desvincule som, imagem e época.

Essa repetição de repertório nas novelas das últimas décadas não ficou restrita aos temas dos personagens, mas também aos temas das aberturas das novelas, que na maioria das vezes primavam por músicas inéditas, mas que agora, estão cada vez mais escassas.

Na década de 80, por exemplo, tivemos várias canções ainda desconhecidas do grande público, extraídas de discos de cantores de sucesso para tornarem-se temas de aberturas de novelas: “Flagra” (Final Feliz), “As Vitrines” (Sétimo Sentido), “Tô que Tô” (Sol de Verão), entre outras. Algumas canções chegaram até mesmo a serem compostas especialmente para as aberturas, como: “Luiza” (Brilhante), “Nosso Louco Amor” (Louco Amor), e “Tieta”, da novela homônima. Ainda assim, houve algumas regravações também, como “Brasil” (Vale Tudo) de Cazuza, na voz de Gal Costa, “Tão Beata, Tão a Toa” (Corpo a Corpo) gravada inicialmente por Ângela RoRo, e posteriormente por Marina, e “Comeu” (A Gata Comeu) de Caetano Veloso, regravada pelo grupo Magazine, para citar alguns exemplos.

Entretanto, na década de 90 e na primeira década dos anos 2000, o número de regravações aumentou consideravelmente, havendo até mesmo alguns casos em que gravações originais antigas foram utilizadas como temas de abertura: “Alô, Alô, Marciano” (Cobras & Lagartos) e “Redescobrir” (Ciranda de Pedra), ambas interpretadas por Elis Regina; “Pela Luz dos Olhos Teus” (Mulheres Apaixonadas) e “Sei lá” (Viver a Vida), ambas gravadas por Tom Jobim e Miúcha e “E Vamos à Luta” (Duas Caras), de Gonzaguinha, citando algumas.
.



.
.
.
.
.
DADOS DAS ÚLTIMAS DÉCADAS
Os números abaixo mostram a classificação dos temas de aberturas utilizados em todas as faixas de horário das novelas da Rede Globo na década de 90 e na primeira década dos anos 2000. As músicas foram classificadas em:

- Músicas inéditas (temas feitos especialmente para a abertura ou fonogramas extraídos de álbuns de cantores na época em que a novela foi ao ar);

- Regravações (temas antigos que foram regravados por um outro cantor);

- Gravações antigas (fonogramas antigos extraídos de álbuns lançados em anos anteriores ao lançamento da novela).

Veja o número de canções em cada faixa de horário que foram apresentadas nas aberturas das novelas segundo a classificação acima.














.
.
.
* A novela “Vila Madalena” não foi contabilizada por não ter um tema específico para a abertura da novela. Foram usados todos os temas que compunham a trilha sonora em clips musicais.
















Os números acima mostram que, no geral, houve uma redução significativa em temas inéditos apresentados nas aberturas das novelas nos anos 2000 quando comparadas às novelas dos anos 90. É interessante observar que, nos anos 2000 tivemos um grande número de fonogramas antigos utilizados nas aberturas de novelas das 8 (Corcovado, E Vamos à Luta, Pela Luz dos Olhos Teus, Sei Lá, Love's Theme, entre outros) . É justamente neste horário que houve a maior diminuição de temas inéditos nas aberturas de novela. Estes cederam lugar às regravações e aos fonogramas antigos.



VELHOS TEMAS AINDA SÃO OS MAIS BONITOS

Meus 10 temas de abertura preferidos entre as novelas dos anos 2000 (todas as emissoras).


.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
..
10º lugar – PELA LUZ DOS OLHOS TEUS – Tom Jobim & Miúcha (Mulheres Apaixonadas - Globo).

9º lugar – SÁBADO EM COPACABANA – Maria Bethânia (Paraíso Tropical - Globo)

8º lugar – CARNE E OSSO – Zélia Duncan (Sete Pecados - Globo)

7º lugar – MAIS UM NA ESCURIDÃO – Erasmo Carlos e Marisa Monte (Pícara Sonhadora - SBT)

6º lugar – COMO UMA ONDA – Lulu Santos (Como Uma Onda - Globo)

5º lugar – CORCOVADO – Astrud Gilberto (com Tom Jobim, João Gilberto e Stan Getz) (Laços de Família - Globo)

4º lugar – PONTEIO – Edu Lobo e Zizi Possi (Cidadão Brasileiro - Record)

3º lugar – VOCÊ É LINDA – Caetano Veloso (Belíssima - Globo)

2º lugar – REDESCOBRIR – Elis Regina (Ciranda de Pedra - Globo)

1º lugar - AMANHECE UM OUTRO DIA – Sá, Rodrix e Guarabyra (Revelação - SBT)


Abertura da novela Revelação.


4 comentários:

Duh disse...

Essa matéria vai de encontro ao que foi dito na anterior: a música de qualidade perdeu espaço na televisão. Consequentemente, diminuiu o interesse das gravadoras em produzir algo de conteúdo, porém pouco rentável frente aos apelos do público e das emissoras. Acaba dando nessa repetição de temas que em nada ajuda na composição de uma trilha sonora...

Jorge Gomes disse...

Adoro a abertura de Revelação, apesar dos campos de flores parecerem um comercial de Telesena de Primavera =P

E tenso foi 'I run to you', que era tema de Escrito nas Estrelas e, como a trilha internacional não foi lançada, foi aproveitada na trilha de Araguaia. Tipos...

Mas, em geral, não vejo mal em regravação, não. Pelo menos soa como boa vontade da produção, melhor que tacar ''Puro Êxtase'' pela quinta vez numa trilha (oi? Era Uma Vez, Tiro e Queda, Caminho das Índias e agora em Araguaia).

E sabe, eu não acho a música nacional tão em queda assim como se fala... Tem tanta gente nova e boa produzindo e divulgando na internet. Soa como má vontade dos produtores musicais.

Ótimo ensaio, Guilherme.
Estatístico e tudo, IBGE aprovaria =]

Renato disse...

Concordo com as 10 melhores, mas tiraria o tema de Revelação e colocaria o de Passione, e incluiria na lista tb o tema de Senhora de Destino
:) :

TH disse...

Bela e perfeita análise Gui...
Como é frustrante ver temas sendo tão repetidos...eu acho que deveria haver mesmo a regra da não repetição de temas. Uma musica marca uma trilha sonora e, conmsequentemente, faz parte da novela como todo o resto. É quase um personagem e não deveria ser reutilizado - ainda mais à exuastão.
Adorei seu top 10!