CANAL MEMÓRIA DA TV (escolha uma atração para assistir)

CONTROLE REMOTO (especial) - TÚNEL DO TEMPO

sábado, 25 de agosto de 2007

SAUDADES

OSMAR DE MATTOS
............(1958 - 1980)
.
.
Não foi nada difícil para Osmar de Mattos entrar para a televisão. Basta dar uma olhada na foto do rapaz para entender o porquê de seu sucesso. Tudo aconteceu rapidamente na vida do ator. Em sua primeira atuação no cinema, no filme "A Morte Transparente" (1978), teve a chance de contracenar com a atriz Bibi Vogel (1942 - 2004). No mesmo ano estreou na TV em um dos maiores sucessos da teledramaturgia, "Dancin' Days". O crescimento de seu personagem na novela indicava uma carreira promissora.
No entanto, o sonho acabou para o jovem ator em 1980, quando Osmar foi vítima de um acidente automobilístico na época em que fazia a novela "As Três Marias" (1980-1981).
.
.
Revista Ilusão (1978)

7 comentários:

yacy borges disse...

Tive a HONRRA de ter te conhecido,vc deixou um grande vazio na minha vida,passei anos esperando por aquele baile de debutante,que não pode se realizar com sua presença,(vc já tinha falecido),realizei o baile em tua homenagem,fui por vc...dancei por vc...chorei por vc...pelo meu sonho interrompido com sua morte...mas vc deixou uma grande saudade,fotos comigo,e um eterno vazio.

RONNIE MILLET disse...

A VIDA É MESMO UMA INCÓGNITA. INDECIFRÁVEL COMO A ESFINGE. A MORTE CORTA O SONHO E MACHUCA A REALIDADE.

Anônimo disse...

DEUS DEVE TER CHAMADO OSMAR PARA SER O ANJO.NAO HA OUTRA EXPLICAÇAO.
SAUDADES ETERNAS.

daiana disse...

Para todos vocês que são fãs de Osmar de Mattos, não deixem de visitar o blog que sua irmã Lígia fez em homenagem a ele. Acessem osmardemattos.blogspot.com.br. E aproveitem para divulgá-lo também, pois muitas fãs dele ainda não sabem desse blog.

Anônimo disse...

Eu era vizinha dele quando ele estava em casa ia andar de pattins a rua ficava cheia todo mundo queria estar perto dele,foi uma pena sua morte saudades

Anônimo disse...

Osmar foi o ator mais bonito q ja vi na tv ,chorei muito a sua morte.

ADEMAR AMANCIO disse...

Lindo,nunca mais vi igual.