CANAL MEMÓRIA DA TV (escolha uma atração para assistir)

CONTROLE REMOTO (especial) - TÚNEL DO TEMPO

sábado, 29 de agosto de 2009

TRILHAS


Baianos nas trilhas sonoras das novelas e séries brasileiras.



Por: Walter Ramos Pinto Cerqueira
.
A Bahia e os baianos são conhecidos nacional e internacionalmente pela sua alegria e musicalidade, o que levou a um ditado popular na Terra de Todos os Santos que baiano não nasce, estréia! Tal musicalidade não se restringe unicamente à Axé Music e ao Pagode dos tempos atuais. A música da Bahia tem história, a qual se reflete na Memória da Televisão Brasileira, sucessos que explodiam nas rádios num saudoso tempo onde os objetivos puramente comerciais e descartáveis ainda não tinham contaminado totalmente a indústria do disco. Um tempo em que numa mesma trilha era possível encontrar gravações maravilhosas de artistas do calibre dos baianos Maria Bethânia, Gal Costa, Walter Queiróz e Moraes Moreira, bem como de outros brasileiros de peso como Djavan, Quarteto em Cy, Alceu Valença, Fafá de Belém, Geraldo Azevedo, MPB-4, e João Bosco, como observado na trilha sonora da novela Gabriela, lançada em 1975.



Ao longo dessas cinco décadas de história da TV Brasileira, as grandes produções televisivas focaram temas do eixo Rio-São Paulo, por lá se encontrarem as sedes das emissoras de Televisão. Contudo, vez por outra algumas obras de sucesso como a novela Gabriela mencionada anteriormente, e outras obras memoráveis como as minisséries Tenda dos Milagres e Tereza Batista, além das novelas Tieta e Porto dos Milagres (baseadas em romances de Jorge Amado), e, mais recentemente, a série Ó Pai Ó, tiveram como temática a Bahia, os baianos e suas histórias. A maioria das músicas da trilha de Porto dos Milagres (Globo, 2001) foi interpretada por cantores baianos. Entre eles, Gal Costa cantando Caminhos do Mar (tema de abertura da novela), Belô Veloso cantando Por te Querer (tema que embalou Esmeralda, personagem da Camila Pitanga), Ivete Sangalo que cantava A Lua que Eu te Dei, tema da Dulce (Paloma Duarte) e do Rodrigo (Kadu Moliterno), Carlinhos Brown cantando Crendice, tema da Socorrinho de Mônica Carvalho e Dinamarca na voz de Gilberto Gil e Milton Nascimento foi o tema de Guma (Marcos Palmeira), protagonista da novela. Além desses também fazem parte da trilha sonora de Porto dos Milagres Daniela Mercury, cantando Só no Balanço do Mar, Dorival Caymmi com a canção O Bem do Mar e Dori Caymmi com É Doce Morrer no Mar, da autoria de seu pai Dorival.


Em Tieta (Globo, 1989/1990) a quantidade de cantores baianos foi bem menor quando comparada com Porto dos Milagres, contudo, os hits cantados pelos artistas foram grandes sucessos, começando pelo tema de abertura cantado pelo “rei do axé” Luís Caldas, o tema de locação Meia Lua Inteira na voz de Caetano Veloso e o tema da protagonista Tieta (Betty Faria) e Ricardo (Cássio Gabus Mendes), Tenha Calma, na voz de Maria Bethânia.



Mas não é só em temáticas baianas que encontramos sucessos de cantores da Bahia, ao contrário – ao longo da história televisiva nos deparamos com grandes e inesquecíveis canções embaladas por grandes ícones da música baiana. De acordo com dados obtidos na Comunidade Memória da TV do Orkut, dentre os cantores baianos que mais se destacam em trilhas de novelas temos Caetano Veloso com 67 canções, seguido de Gal Costa com 63 e Maria Bethânia com 48 músicas (ver a tabela). Merece destaque também outros cantores da música baiana como Gilberto Gil que gravou o tema de abertura da série Amizade Colorida, e da nova geração o destaca-se Ivete Sangalo que gravou o tema de abertura da novela América (Globo, 2005) e temas de protagonistas como Deixo (tema de Dante – Reynaldo Gianechini e Clarisse – Giovana Antonelli, em 7 Pecados , Globo 2007-2008).



CLIQUE AQUI para ver a relação de músicas de Caetano Veloso, Gal Costa e Maria Bethania em novelas e seriados da televisão brasileira.



Nenhum comentário: